sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Seres microscopicos

Número de espécies: 20.000

Verme é o nome comum que se dá a 3 filos de animais. A maior parte dos vermes tem corpo alongado, mole, sem pernas, com a cabeça e a cauda praticamente iguais ao restante do corpo. Mas existem alguns vermes mais complexos que outros. Por essa razão, é necessário examiná-los com mais cuidado.

O corpo dos vermes é formado por três camadas (as esponjas e os celenterados só têm duas camadas): o ectoderma (camada externa), o endoderma (camada interna) e o mesoderma (camada que fica entre as outras duas.) No caso dos vermes superiores, como a minhoca, por exemplo, o mesoderma contém células que formam órgãos e músculos, de maneira semelhante ao que acontece nas espécies animais superiores. No mesoderma fica o aparelho digestivo; nos vermes mais simples ele possui uma única abertura, mas nas espécies mais desenvolvidas já existe um celoma (cavidade interna do corpo) verdadeiro.

Uma outra diferença importante entre os vermes e as formas de vida inferiores a eles é o sistema nervoso. Nos celenterados, as células nervosas são mais ou menos espalhadas pelo corpo do animal, mas nos vermes elas se unem formando cordões nervosos que começam em gânglios na extremidade anterior do corpo. Esses gânglios não formam um cérebro verdadeiro, mas funcionam como centros sensoriais e de controle motor.

Finalmente, os vermes possuem células especializadas para a eliminação de resíduos. Esses rins rudimentares se desenvolvem em órgãos reais nos anelídeos verdadeiros.

Apesar desse início de centralização e de especialização das células, os vermes ainda possuem a capacidade de se regenerar: uma minhoca cortada em cinco pedaços pode reconstituir cinco outras minhocas. A reprodução sexual, porém, é uma exceção. Embora possam ser hermafroditas, os vermes apresentam glândulas sexuais diferenciadas e algumas espécies, como as minhocas, se acasalam. Os vermes vivem em vários ambientes: em água doce, em água salgada, na terra e alguns deles são parasitas. Os anelídeos verdadeiros (minhocas) são menos aptos para a vida parasitária que os outros vermes.



Fonte: saude animal


3 comentários:

  1. Eu achei muito interresante isso...
    Na ciência é muito legal estudar sobre isso...
    Mais da um pouquinho de nojo...Exemplo...Na escola que eu estudo abrimos uma galinha para estudar seus órgãos...Eu acho essas coisas trabalhar com bactérias e outros animais é muito interessante...

    ResponderExcluir